SUPERANDO AS BARREIRAS AO CRESCIMENTO

Nº 64 – BOLETIM DOMINICAL- 24 DE JULHO DE 2016

SUPERANDO AS BARREIRAS AO CRESCIMENTO – Atos 19:8-20

A maior barreira ao crescimento da Igreja é o pecado, a falta de visão e de vontade de crescer. Também, a intransigência de pessoas concessivas consigo mesmas e imponderável com os outros. Isto tem posto irmãos fora da Igreja, que se contados, daria em outra igreja maior do que a que se reune. Estas questões precisam mexer com a nossa consciência parar e pensar: Como mudar? Vamos admitir que a Igreja quer crescer, tem vontade de se expandir e de se estender – é o crescimento por extensão e por expansão. Mas o dilema inicial é: Estamos dispostos a pagar o preço? Vamos agir nesta direção? Vamos vedar a porta de saída e escancarar a porta de entrada a partir de voce mesmo? A Igreja precisa ter condições de se manter, de expandir, de sustentar as causas gerais da Igreja e de ajudar a missionários. Precisamos pensar nisto! A liderança precisa ter a visão e a vontade de crescer. Os crentes todos precisam ter paixão palas almas  e estarem dispostos a fazer novos discípulos. Os que amam “Igreja-pequena” precisam ser convertidos da sua mentalidade; os que tem medo de perder os seus postos ou os “donos” de Igreja, normalmente se opõem ao crescimento da Igreja.  Para o crescimento pode chegar gente nova competente, com liderança, com prestígio, com dinheiro, com conhecimento, com vida espiritual e os “donos da bola” não querem a comppetição. Eis uma barreira terrível e pecaminosa ao crescimento da Igreja. Igreja que cresce torna-se atuante, tem um estilo aberto e participativo; gosta de novas ideias, mesmo preservando antigos ideais; é uma igreja fraterna, amiga e acolhedora. A grande mudança é que o Pastor passa de mero tomador de conta de ovelhas, para um criador de ovelhas. Ele quer ver crescer a Igreja em número e em quantidade. Tem os crentes engordadores de ovelhas que só pensam na qualidade e não querem evangelizar para a quantidade. Movimentos e crescimentos são sinais de vida. Quem parou de crescer já começou a diminuir ou a morrer. É preciso coragem, visão fé e amor para com a nossa missão recebida por Jesus em Marcos 16:15-16 e por extenção Mateus 28: 18-20. Vamos trabalhar para o crescimento. Amém!   Rev. Mario Ramos