PROVIDENCIA DIVINA NO ÂMBITO DA VIDA HUMANA

Nº 245 –  BOLETIM DOMINICAL – 07 DE JUNHO DE 2020

PROVIDENCIA DIVINA NO ÂMBITO DA VIDA HUMANA – Prov. 16:1-33

“Por favor, não consigo respirar”: George Floyd. O antirracismo e o antifascismo estão em ebulição. Perdemos a nossa consciência. Ao dar as costas à história, perdem-se a consciência e o juízo. Para o orador romano Cicero, a história era a “mestra da vida”. Em meio a pandemia do Coronavírus, o “vírus” do racismo  macula o ser humano. Voce é um poeta de Deus! “…feitura de Deus, criado em Cristo Jesus para as boas obras…” (Ef.2:10). O mundo não tem donos, brancos, altos e de olhos azuis ou verdes; e muito menos, pertence a uma determinada raça. Aliás, a palavra “raça” tornou-se popular no Brasil a partir da expressão do nazismo. Alguns ideólogos-políticos, insistem, mendazes, na superioridade da “raca”. Trump, o “benfeitor” de muros, empunhou a Bíblia, como símbolo de fé e representação divina, numa mensagem aos seus seguidores, em acinte ao movimento cívico antirracial e antifascista. No Brasil, o racismo entre nós, diz-se,condenado em leis e com as bênçãos da Igreja. Contudo, testemunhamos, dia após dia, o racismo e o preconceito perpetrados a cor negra.  Por outro lado, os púlpitos trovejam a justiça social, porém, fogem desse casamento. Vemos o homem, a família e a sociedade contemporâneos, morrendo sem respiração. Se têem Deus por Pai, não mais, a igreja por mãe. A voz da igreja ecoa em plagas inóspitas. Quase que apenas muletas de pastores. Leontino dos Santos,  sobre racismo e preconceito disse: “mesmo que a legislação brasileira proíba todo e qualquer tipo de racismo, ele existe, pois milhões de não-brancos sofrem discriminações todo dia: na busca do emprego, moradia, parceiro amoroso, clube social, médico, escola e até igreja, entre outros”. Na História são muitos os personagens ilustres que lutaram em favor da igualdade das raças: Abraão Lincoln, Princesa Isabel, Rev. Martin L. King, Nelson Mandela, Rev. Desmond Tutu e outros. É necessário que o Reino de Deus exerça forte combate a qualquer tipo de discriminação. O Apóstolo Pedro é um exemplo no combate ao preconceito: “Reconheço por verdade que Deus não faz acepção de pessoas”. (At.10:34). A Bíblia, ensina que Deus, por ser justo, rejeita todo o tipo de discriminação (Jó 34:18,19; Dt. 10:17; Ef.6:9). Aqui se pergunta: Que elemento nivelador encontramos para a eliminação do racismo (Cl.3:9-17); Qual é o propósito de Deus para os povos? (I Tm. 2:4-5); Exciste alguma limitação racial na proclamação do Evangelho de Cristo? (At. 1:8). Qual a providência para reunir em Seu Reino povos de todas as nações da terra? (Ef.2:13-19). Porque sabemos que o mundo foi criado precipuamente por causa do gênero humano, impõe-se-nos contemplar este própósito tambem em seu governo. O profeta Jeremias exclama: “Sei, ó Senhor, que não é do homem o seu caminho, nem do varão que dirija os seus passos” (Jr. 10:23). E Salomão: “Do Senhor procedem os passos do varão e como disporá o homem o seu caminho?” (Prov. 16: 9,20,24). Ridícula insânia, sem dúvida, que deliberam agir sem Deus, míseros homens que nem podem falar, senão o que Deus haja querido. Rev. Mario Ramos