PLANEJANDO PARA O BEM-ESTAR – I

BOLETIM DOMINICAL – 01 DE JULHO 2012

PLANEJANDO PARA O BEM-ESTAR – I Prov. 21: 5-8

Pai do Positivismo, Isidore Auguste Marie François Xavier Comte (Auguste Comte), teve fortes influências no Brasil, tendo como sua representação máxima, o emprego da frase positivista “Ordem e Progresso”, extraída da fórmula máxima do Positivismo: “O amor por princípio, a ordem por base, o progresso por fim“, em plena bandeira brasileira. A frase tenta passar a imagem de que cada coisa em seu devido lugar conduziria para a perfeita orientação ética da vida social. Foi desta forma que Auguste Comte, “quis dar ordem ao mundo”. Em toda execução de uma atividade, seja ela qual for, utilizamos um planejamento, seja ele através de um simples pensamento ou elaborado em detalhes descrevendo cada passo. Algumas pessoas, que pelo fato de conhecer todo o processo, acreditam que não é mais necessário planejar, mas elas estão muito enganadas pensando desta forma. Uma das tarefas mais importantes de uma organização é seu planejamento. Existem muitas espécies de planejamento e podem ser definidas de diferentes maneiras. “Planejamento é um processo administrativo que visa determinar a direção a ser seguida para alcançar um resultado desejado” Com a conclusão da 2ª Etapa da obra, precisamos reorganizar nossas ações que constituem o ministério da igreja para o Segundo Semestre. Fomos abençoados e progredimos muito nesse Semestre, quando o nosso maior objetivo foi o nosso templo. É hora, de mergulharmos à fundo, na evangelização, na ação social, na educação, na liturgia programada (louvor-instrumentos-som),e na administração. Portanto, é preciso: 1-Estruturar a organização da melhor maneira para alcançarmos as metas; 2- Atribuir responsabilidades a todos os responsáveis pelo cumprimento das metas 3- Alocar recursos necessários – métodos de campanha financeira; 4- Conceber controles organizacionais como um todo dentro do grupo – compromisso com assiduidade e pontualidade; 5- Planejar as ações por etapas; 6- Avaliar as atividades realizadas periódicamente; 7 – Fiscalizar e cobrar os resultados das tarefas delegadas; 8- Elaborar relatório objetivo. O que pretendemos com o Planejamento? Primeiro, devemos ressaltar o fato de que devemos fazer a obra de Deus com temor e tremor, portanto, Amor Por Princípio; Segundo: Somos uma Organização (igreja), e desejamos A Ordem Por Base; e Terceiro: Queremos o Progresso Desta Obra Por Fim. Sabemos que ninguém peca por planejar a vida. Mas aquele que nada planeja, já começa pecando. Quem não sabe aonde chegar, certamente, não chegará a lugar nenhum. Vamos planejar! Vamos organizar! Vamos Executar! Vamos Prosperar! Rev. Mario Ramos