PERDOANDO E SENDO PERDOADOS

BOLETIM DOMINICAL- 18 DE AGOSTO DE 2013

PERDOANDO E SENDO PERDOADOS – Mat. 18: 21-35

O que é perdão? Como perdoar? A quem perdoar? Por que perdoar? Quais as condições do perdão? O perdão tem limites? O perdão é condicionado ao arrependimento ou perdoa-se de qualquer maneira? Existe perdão incondicionado? De quem e como? Diante deste bombardeios de perguntas, o fato concreto é: Quem ama, perdoa; e somente quem perdoa, realmente ama. Penso que o mundo está precisando de um “Dia” de perdão; Aliás, a família, a Igreja e você. Perdoar é deixar ir, é soltar, é libertar o outro. Quem perdoa, solta o outro dentro de si. Perdão é remissão de culpa mediante um preço pago. Jesus pagou o preço na cruz. Morreu em nosso lugar. Este perdão de Deus, mediante o sacrifício de Jesus, é completo e retira de nós, todo e qualquer sentimento de culpa. A alma perdoada é branca como a neve é leve, livre e feliz! Perdoar é preciso. Fomos perdoados pela graça e pelo amor de Deus. Devemos nós também perdoar “assim como” fomos perdoados. É muito melhor perdoar a manter cativo dentro de si, um desafeto seu. O ressentimento, o ódio, a amargura azedam o seu ser por inteiro, contamina o mundo interior e compromete o seu mundo exterior. Esta condição de envenenamento por ódio é um pecado. Isto acaba com você e te maltrata deveras. Enquanto isto, o outro nem sabe o quanto você está sofrendo. E se souber, pode querer vê-lo sofrer ainda mais. Portanto, seja forte. Peça a Deus força para perdoar. Misericórdia para se livrar desta doença pecaminosa. Força para viver sem medo de ser feliz! Agora, se você não sabe ou não quer perdoar, acredite nisso. Você nunca pode errar! Se perdoar é deixar ir; o arrependimento por sua vez, é mudança de vida; é condição e conseqüência do perdão. De nada, adiante remorso, maquiado com choro de crocodilo. Deus sonda corações e mentes. Existe o verdadeiro arrependimento que leva ao perdão e à cura interior e completa. O remorso mata, que foi o caso de Judas Escariotes. O arrependimento verdadeiro restaura a vida! Deus perdoa. Quem ama perdoa. Eis a dimensão do perdão: o perdão do outro, da Comunidade, da Sociedade, da Instituição, do poder público (anistia – clementia principis – Lei 6.683 de 28/08/79). Busque perdoar e não se vingar. Rev. Mario