O SILÊNCIO NO CÉU POR MEIA HORA

BOLETIM DOMINICAL – 19 DE JUNHO DE 2011
O SILÊNCIO NO CÉU POR MEIA HORA – Apoc. 8: 1-13
A abertura dos Sete selos, interrompida pelas duas visões de consolação: Na terra – os 144000 Judeus redimidos e No Céu: A Entronização desses na Corte Celestial. É o Tempo da Misericórdia Judaica do Cap 7. Segue com o Cap. 8, a abertura do 7º selo, deixando inteiramente aberto o livro do juízo sobre a terra. Este último selo tem uma diferença dos seis primeiros selos. Quando os quatro selos foram abertos, nós sabemos que os quatro seres viventes clamaram com voz “como de trovão”. Com o 5º selo, “com grande voz” e com o 6º selo, o globo terrestre se estremeceu. Mas ao abrir o 7º selo, não se ouvia uma voz, não houve qualquer movimento da natureza – abalo sísmico ou trovão; as miríades celestiais emudeceram-se. Fez-se um total silêncio no céu.“E, ABERTO O 7ª SELO, FEZ SILÊNCIO NO CEU…MEIA HORA…”(v.1). Considere isto: Deus, o Cordeiro, os quatro seres viventes, os 24 anciãos, miríades de anjos, os mártires – todos permaneceram calados e estufatos na expectativa do que sobrevinha ao mundo. Pasmos, como se fosse uma terrível “detonação”. Note-se que isso durou “quase meia hora”, ou seja, 30 minutos, que pareciam intermináveis, de silêncio opressivo no céu. O que virá na cena é chocante! “OS SETE ANJOS … TOCAR A TROMBETA (v.6). Sabemos que a trombeta tocava para convocar o povo para a batalha (Nm.10:9). Para levantar o acampamento (Nm.10:2). Para derrubar os iníquios (Jos.6:13-16). Para proclamar as festas solenes (Nm. 10:10). Para manifestar a majestade de Deus (Êx.19:16) Essas do Apocalípse para a guerra do Grande Dia da Ira de Deus e execução de Seu juízo e de imensas transformações para uma Nova Ordem. Antes, um anjo e muito incenso… com as orações de todos os santos (v.3). Todas as orações do povo de Deus estão reservadas para este grandioso DIA! Então entra em cena a 1ª Trombeta: Saraiva, fogo, e sangue (v.7). É um juízo semelhante ao que houve no Egito (Êx. 9:23-25). Isto prova a realidade do juízo divino. A 2ª Trombeta: Um grande monte ardendo em chamas é atirado no mar (vs. 8-9). Pode ser o Monte Sinai vomitando fogo. O resultado é a morte da terça parte das criaturas no mar, fedentina e proliferação de doenças. A 3ª Trombeta (vs. 10-11). No soar da trombeta os rios, os vales, as fontes de águas serão atingidos como foi no Egito (Êx. 7:17). A 4ª Trombeta (v.12) O sol, a lua, e as estrelas foram feridos. No tempo da 4ª trombeta, os astrônomos certamente ficarão pasmos. O sol vai se apagar. O dia se tornará em noite sem lua e nem estrelas. Os homens desmaiarão de terror na expectativa das coisas que ainda sobrevirão adiante. AS TRÊS TROMBETAS DE AIS” (v.13) “…AI! AI! AI! dos que moram na terra, por causa das restantes vozes da trombeta dos três anjos que ainda têm de tocar.” Rev. Mário