O QUE É A ESPIRITUALIDADE

Nº 231 –  BOLETIM DOMINICAL – 01 DE MARÇO DE 2020

O QUE É A ESPIRITUALIDADE – Salmos 42 e 43

Segundo o Professor de Teologia, Dr. James Houston,“a perda da prática da oração, a ignorância das ricas tradições da espiritualidade, e a necessidade de desenvolver um arcabouço cultural para a prática de devoção, são desafios dígnos das mais séria consideração no início deste 3º milênio. O tempo que estamos vivendo no Brasil, em especial, exige uma abordagem bastante lúcida do tema espiritualidade cristã, à luz da Bíblia”. (Caberia aqui uma reflexão sobre a globalização da religião; o fermento religioso no Brasil, Pentencostais, neopentecostais, pluralismo religioso, espiritismo, etc.) Porém, não se trata ao menos por agora. O efervescente cenário religioso atual aponta tendências que vão desde a racionalidade fria, até às mais sérias extravagantes manifestaçãoes de êxtase – o fogo estranho de Nadabe e Abiú (Lv.10). A singeleza de coração, cede lugar ao espetacular. A piedade cristã, se vê mesclada de elementos místicos de todos os matizes. A igreja tem produzido posturas voltadas ao engajamento místico, mídia-social, político e o financeiro no Brasil, enquanto isso, destituída de sensibilidade espiritual e devocionalidade. Tem ainda, produzido, posturas marcadas pela deformidade bíblico, teológica e histórica-eclesial com resultado mendaz de uma espiritualidade intimista, contemplativa e descompromissada. É o eterno embate do “espiritualismo e ecletismo, como pressuposto do movimento espiritualista no Brasil. Os excessos a que levaram o sensualismo e o materialismo do Séc. XVIII, que provocaram enorme reação da parte das consciências religiosas e intelctuais, feridas em seus princípios”. Concorreram a incentivar o movimento espiritualista pátrio os dois sistemas filosóficos do Séc. XIX, o positivismo e o criticismo. A Igreja brasileira passou a conviver com a realidade “espiritualidade” recente em sua história. Hoje uma quantidade de livros, artigos, palestras etc. têm sido abundantes sobre este tema. A espiritualidade cristã é um estado de profundo relacionamento com Deus. O alvo da espiritualidade cristã é levar a pessoa não conhecer ideias a respeito de Deus, mas a conhecer Melhor a Deus. A espiritualidade cristã tem como objetivo a vida com Deus (Jó 42:5; Jo 17:3). Este é o fim principal do homem “crer acerca de Deus e gozá-los para sempre” (1ª Pergunta do Breve Catecismo da IPB). É preciso saber de uma vez sobre a espiritualidade plena”! A espiritualidade que nasce da tradição judaico-cristã reconhece o real valor da natureza e do corpo na vida com Deus. A espiritualidade cristã não se baseia em especulações humanas, como acontece na espiritualidade não cristã, mas nas páginas das Sagradas Escrituras. A espiritualidade cristã está enraizada na doutrina da revelação, na doutrina da Trindade, na doutrina da Graça, na doutrina da comunhão dos santos. Em Isaías 29:13, Jesus cita em Mt.15:8,9 e Mc.7:6,7) como uma crítica a prática que é religiosa, mas não é espiritual. Qual tem sido sua espiritualidade com o trabalho, lazer, dinheiro, familia, corpo, sexo, a natureza etc? Cuidado, religiosidade jamais foi sinônimo de espiritualidade plena!     Rev. Mario Ramos