O EVANGELHO ETERNO

Nº 209 –  BOLETIM DOMINICAL – 1 DE SETEMBRO DE 2019

O EVANGELHO ETERNO –  Ap. 14:6-13

O Evangelho Eterno desmente com veemência a pretensão humana de que há um Deus adstrito a uma nação, povo e instituição religiosa. Os principais sacerdotes e os anciãos do povo em Israel já tinham institucionalizado o seu Deus ao seu templo (Mat. 26:3-5). Se dependesse do Estado-Igreja, das elites religiosas e dos anciãos do povo, Jesus Cristo, não seria conhecido do mundo. Por último, o poder hemogênico, instalado na Palestina, Estado-Igreja, Pilatos e Anás na pessoa de seu genro e sucessor Caifás (Mt.26:3), valeram-se até de propinas aos soldados para, num esforço inglório, tentar amordaçar o anúncio do Cristo Ressuscitado (Mt. 27:62-66; 28:11-15). Não fora, as galhardosas mulheres a princípio (Mat.28:1-10) e depois, os discípulos impetuosos, não saberíamos sobre Jesus Cristo, o redentor da humanidade (Mt 1:21). Mas é precisamente a Ressurreição que nos abre à esperança maior, porque abre a nossa vida e a vida do mundo ao futuro eterno de Deus, à felicidade plena, à certeza de que o mal, o pecado, a morte podem ser vencidos. A Ressurreição de Cristo é a nossa força quotidiana. O radicalismo político amalgamado ao fundamentalismo religioso em qualquer época, exige-se, a intervenção teológica por sua importância, a exemplo da europa no Séc. XVI, na vanguarda dos Reformadores. E desde a Reforma, pelos Sec. XIX a XX, não se surpreendam, com a teologia do “teológo” K. Marx, de maior sucesso, sendo ele, produto de seu tempo, frustrado, ao perceber que todas as grande igrejas européias, ortodoxas, luteranas, e anglicanas, estavam ao lado das classes dominantes. É triste, mas Hitler, foi eleito por maioria dos luteranos. A saga do pecado humano e sua recapitulação desde do Éden, tem o seu berço e dinâmica no sarcófogo. No texto encimado, vs 6,7, o anjo proclama o Evangelho Eterno. Qual Evangelho João se refere? Há um só Evangelho (Gal. 1:8; I Cor.15:1-4). O Evangelho é eterno, no plano de Deus, desde a fundação do mundo. O mesmo que nos salvou, será suficiente, mesmo durante o reinado do anticristo, quando os homens, feitos à imagem de Deus, terão de odorar a imagem da Besta ou morrer (Ap. 13:14-15). O anjo anuncia o “Dia do Fogo” sobre Babilônia. Rv. Mario