O EVANGELHO DAS REGIÕES CELESTIAIS

Nº 011 – BOLETIM DOMINICAL- 19 DE ABRIL DE 2015

O EVANGELHO DAS REGIÕES CELESTIAIS – Ef. 5:1-33

Devido a sua profundidade e sublimidade da doutrina, podemos dizer que “ao entrarmos nos portais da Carta aos Efésios, estaremos penetrando nas regiões celestiais, onde teremos uma visão dos propósitos divinos para a Igreja de Cristo na face da terra de uma maneira deslumbrante”. Mesmo assim, essa existência cristã é vivida na terra, onde a vida diária do crente continua a levar adiante os propósitos de Deus. O Senhor exaltado, deu dons aos membros da igreja, capacitando-os para auxiliar uns aos outros e assim promover a união, unidade e a maturidade (4:7). A união da igreja debaixo da supremacia de Cristo prenuncia a unificação de todas as coisas, celestiais e terrenas em Cristo (1:10). A nova vida de pureza e de sujeição mútua entra em nítido contraste com a antiga maneira da vida sem Cristo (4:17; 6:9). A carta começa com uma sequência de declarações a respeito das bênçãos de Deus, incluindo um sem-número de expressões notáveis que ressaltam a sabedoria, presciência e os propósitos de Deus. Paulo deixa bem claro que fomos salvos não para gozarmos sozinhos desse maravilhoso beneficio, mas que isso nos faça responsáveis pela expansão do Reino de Deus, fazendo boas obras que sejam motivos de louvor e glória ao nosso Pai Celestial. O ponto culminante do propósito de Deus, é fazer todas as coisa no universo convergirem em Cristo (1.10). Paulo nos chama atenção sobre o procedimento modelar em relação ao Mal (5:1-17); em relação ao Espírito Santo (5:18-21); em relação à Vida Familiar (5:22-33) e em relação a patrões e empregados (6:5-9). A Igreja de Cristo é o lugar onde a separação entre povos, raças, culturas e etnias deixa de existir. Este Evangelho nos une a Cristo!

 

Rev. Mario