O ARREBATAMENTO DA IGREJA

Nº 53 – BOLETIM DOMINICAL- 08 DE MAIO DE 2016

O ARREBATAMENTO DA IGREJA – I Ts. 4: 13-18

Enoque e Elias são personagens que bem representam esta verdade fática, antes do julgamento e do Juízo Final, pois, estes foram tomados por Deus  sem passar pela morte física. É demonstração de que o arrebatamento ocorrerá, como diz Paulo no texto a cima. Não sabemos a cronologia dos eventos quanto a Segunda Volta de Cristo no fim dos tempos. O Senhor Jesus voltará e reunirá os seus escolhidos de todas as partes da terra e de todas as eras desde de Adão. Esta é a Igreja invisível, formada somente pelos genuinos cristãos, isto é, por todos quantos confessaram a sua fé em Jesus e viveram piedosamente e autenticidade a fé confessada. Todos estes se reunirão com Cristo, nas nuvens, em sua Volta Gloriosa. A Confissão de Fé nos ensina algo importante sobre o assunto, que não convém ignorar. Ela cita os textos bíblicos que confirmam as afirmações, senão vejamos: 1) O fim dos tempos será marcado por uma perturbação cósmica e total transformação na ordem da natureza, quando então voltará o Senhor Jesus (Lc. 21: 25-28; Mc. 14:61-62; II Pe. 3:7-13); 2) Na volta de Cristo, os fiéis que já tiveram morrido ressucitarão e, juntamente com os que estiveram vivos, serão arrebatados e se unirão ao Senhor, nos ares (ICor. 15: 51-52; I Ts. 4: 15-17; Ap. 3: 10-13; 3) A volta do Senhor ocorrerá subtamente, surpreenderá a humanidade; assim como foi o dilúvio de Noé; os crentes têm a responsabilidade de estarem sempre vigilantes, preparados para aquele momento, conquanto tambem não saibam quando será ( At. 1: 7-8; Mt. 24:42-44; 25: 1-13). Desta forma o arrebatamento da Igreja será operado pelo Senhor Jesus, em todo o esplendor da sua glória, sob os olhares perplexos das potências mundiais e dos ímpios. Inesperadaamente, após os grandes cataclismos e convulsões cósmicas que assinalarão o fim dos tempos, o Senhor Jesus voltará nas nuvens, com os seus santos anjos. Os crentes que tiverem morrido, desde a fundação do mundo, ressuscitarão, e, juntamente com os crentes que estiverem vivos, serão arrebatados para se unirem ao Senhor Jesus. Compete aos fiéis cristãos zelarem, givilantes, aguardando este momento e m santidade, amor e fé a Cristo Jesus. Rev. Mario Ramos