JESUS LAVA OS PÉS DOS DISCÍPULOS

Nº 300 – BOLETIM DOMINICAL- 23 DE NOVEMBRO DE 2014

JESUS LAVA OS PÉS DOS DISCÍPULOS – João 13: 1-20

Perguntado a Santo Agostinho sobre as três maiores virtudes da fé cristã, o mestre respondeu: “a primeira, é a humildade; a segunda, é a humildade e a terceira, é a humildade”. Entre os Cap 13 ao 17, Jesus cessa, sobre os discursos que O revela como o Messias. Por isso, cessou tambem as reações dos Judeus. A partir de agora, Jesus passa a confortar os seus discípulos. Jesus os prepara para a terrivel HORA da separação, da agonia e da morte. A paixão de Jesus Cristo está a caminho. A prevaricação do coração humano decidirá pela rejeição e à morte do Messias. Falarão mais alto, o ressentimento, o recalque e a frustração. As autoridades vão abraçar o espinheiro e abandonar a macieira, a oliveira e a figueira. O preço sairá caro! Enquanto isso, o Senhor grava nas mentes e corações dos discípulos a lição da humildade e da solidariedade, que são caracteristicas de um verdadeiro cristão. O lava-pés não foi uma  encenação de Jesus para impressionar os seus discípulos. Era um costume dos judeus. Quando os convidados chegavam para a ceia cabia a um servo, a um escravo, a tarefa de lavar os pés aos convivas. No caso presente, tal não foi feito, por falta de um servo que o fizesse. Então, Jesus, cingindo-se com uma toalha e colocando água na bacia, passou a lavar os pés aos discípulos (v.5). Àquela reunião última da Ceia, estava presente o traidor (v.2). Um traidor será sempre um ponto referencial que marcará a história. Significa que na história, alguem sempre será pego pra Cristo. Veja que Jesus possuía a plena consciência de sua missão (v.3). Como a missão de Jesus é sacrificial, Ele vai materializar a lição sobre a humildade, fazendo o papel de servo, como bem disse o profeta Isaías (Is 52:13-15; 53: 1-12). O discípulo Pedro, o mais experiente reage a este ato de Jesus (v.8-9). Depois, Jesus vos exorta (v.17) Jesus reitera o ensino sobre o nosso relacionamento com Ele (v.20). Mesmo o traidor, Jesus lavou os seu pés e os enxugou. Prova de amor leal. Que grande amor Jesus tem pelos pecadores. Jesus lembra ainda da solidariedade. Lavar os pés do irmão e sustetá-lo para que não caia; e levantá-lo, quando estiver caído. É humildade. É apoio. É compreensão. É amor. Desta forma somos chamados para servir a Cristo e ao próximo. Rev. Mario