IGREJA: CRESCIMENTO HOLÍSTICO

– Nº 154 –  PASTORAL – 01 DE JULHO DE 2018

IGREJA: CRESCIMENTO HOLÍSTICO – Atos 1:1-14

Sabemos disso: “Igreja que não evangeliza, morre.” Quem não evangeliza, acada sendo evangelizado por alguém. Quem não age como missionário, transforma-se em um campo missionário. A função dinâmica por excelência da igreja é a evangelização (v.8). A igreja que deixa de evangelizar envelhece e limita-se ao ativismo interno e social. É pela evangelização agressiva, planejada, ordeira e corajosa que se dá o crescimento integral da Igreja. Cremos no sacerdócio universal do cristão e no indispensável envolvimento dos leigos na obra do discipulado e da evangelização. Discipulado é um dos métodos. Mas, sem dúvida, o mais eficaz. Não se trata de metodologismo e sim, de evangelismo. Fazer discípulos para Cristo não é uma opção, é uma ordem do Mestre. É uma questão de fé-obediência e de fidelidade. Eu, acrescento ainda: de espiritualidade integral. Não devemos nos conformar com o crescimento da Igreja, apenas, por nascimento de crianças ou por mobilidade do rol de membros advindos de igrejas co-irmãs. Esta é uma questão puramente administrativa e não reprodutiva. A mensagem do Evangelho não muda e sim, os métodos de acordo com o perfil da igreja. Não queremos crescer a qualquer preço. Uma vida tem é valor. É preciso ter ética e ser honesto nos métodos de evangelização. A igreja precisa crescer com fidelidade bíblica, firmeza doutrinária e fervor litúrgico sem sacrificar a identidade ou descaracterizar o padrão confessional. Para nós presbiterianos éticos, os fins não justificam os meios. É preciso fechar a porta dos fundos. Essa “porta” pode ser qualquer crente, uma mente dogmatizada e intolerante. É preciso receber  bem as pessoas e mais ainda integrá-las à igreja. Sugerimos a leitura dos livros: Igreja: Crescimento Integral, Grupos Familiares, Implantando Grupos Familiares, Evangelismo Explosivo e a Música na igreja. É de vital importância, o uso adequado da Internet e das mídias sociais em prol da evangelização nos relacionamentos pessoais e interpessoais. Devemos falar de Cristo, sua vida e missão, usando todos os meios lícitos bem como na divulgação de nossa Igreja. A nossa missão é pregar. A conversão é obra do Espíritio Santo. Rev. Mario

 

 

 

Rev. Mario