FECHANDO A PORTA DE SAÍDA

Nº 59 – BOLETIM DOMINICAL- 19 DE JUNHO DE 2016

FECHANDO A PORTA DE SAÍDA – Mt. 10:5-15

Sua Igreja lançou a Campanha evangelística: EU JÁ ENCONTREI! É preciso buscar as ovelhas perdidas da casa de Israel. Elas estão por aí, à espera do Evangelho. É importante receber novos membros, crescer e multiplicar. Deus quer o crescimento de sua Igreja e nós também. A igreja é um organismo vivo. E os organismos vivos crescem. E crescem de forma integral e integrada. Acontece porém, que este crescimento se dá por duas razões óbvias: 1) Pela entrada; e 2) Pela não saída. O desafio de hoje é: como evitar a evasão? Ou seja, impedir que membros saem do nosso meio? Se a quantidade de pessoas que passaram por nossa Igreja, permanecessem, não teríamos espaço hoje para todos neste Templo. Certamente, este fenômeno cabe uma reflexão. Não adianta plantar com uma mão e arrancar com as duas. É verdade que a permanência dos crentes na Igreja está ligada à perseverança dos salvos. Todavia, este fato teológico e doutrinário, não exclui a nossa responsabilidade por eles e o nosso dever de integrá-los. É importante saber receber bem os que chegam, tratá-los com deferência e tudo fazer para que eles permaneçam conosco. Ser uma igreja fraterna, amiga e acolhedora com todos. Os antigos crentes gostam de ser bem tratados tambem pelos que chegam. É por isto que falamos em integração, sendo amável, prestativo, franco, leal e sincero. Precisamos considerar isto: 1) Saber Guardar o Pé na Casa de Deus (Ecl. 5:1)  – Nosso comportamento em termos de temor e tremor a Deus. A nossa postura na convivência e na odoração sincera a Deus conta como testemunho; 2) Não Agir Como Meninos – I Cor. 13:11 – Paulo fala de crianças espirituais. Sugerindo que as crianças fazem façanhas tipo infantis. O infantilismo espiritual na relação com os membros da Igreja tem sido desastroso na comunhão; 3) Saber Fechar a Porta dos Fundos – Esta constância de entrar pela frente e sair pelos fundos não permite a Igreja Crescer. Quem tem a chave da porta dos fundos, ou a de saída é voce meu irmão. Voce é responsavel pelos que chegam. Voce é responsavel pelo que sumiram. Nós somos responsáveis uns pelos outros. Feche a porta de saída! Rev. Mario Ramos