ESPIRITUALIDADE APARENTE

Nº 257 –  BOLETIM DOMINICAL – 06 / SETEMBRO / 2020

ESPIRITUALIDADE APARENTE  – Gen. 3: 15-21

Julgar alguém é mais fácil do que a auto-análise. Olhar os outros é mais cômo-do do que olharmos para dentro de nós. Goethe disse: “ o ser humano realmen-te verdadeiro é o ser humano nú”. Disse, Carl Jung: “O que não enfretamos em nós   mesmos encontramos como destino.” O texto  revela o Homem Adão-Eva, cabeça federal da humanidade. Adão teve medo de olhar para dentro de si – autoconhecimento. Olhar para dentro si mesmo dói. É mais fácil fugir, evadir-se e distribuir culpas, mascarando o que realmente importa.“…Ouvi a tua voz no jardim, e, porque estava nú, tive medo e me escondi.” (Vs.10b). “…Quem te fez saber que estavas nú? (vs.11b.:”Que desça o pano, a comédia acabou”:Disse Rebelais. Adão, em sua culpa objetiva revela: a culpa legal, a culpa social, a culpa pessoal e a culpa teológica; Em sua culpa subjetiva: revela Adão um sentimento fúnebre, desconfortável e insatisfeito com a vergonha, remorso e autocondenação. Adão-Eva, foi vítima das três áreas do auto-engano espiritual: comer, agradável e desejável (vs.6). ”Toda a nudez será castigada”. O livre arbítreo espiritual estava na obediência, porém, o fracasso humano triunfou!. Adão-Eva, estar morto espiritualmente (vs.3). Prevaleceu a natureza terrena, adâmica. Foi o Paraíso perdido e o pecado e a morte encontrados. (Rm.5:12; Ef. 2:1; Rm.3:23-26). Mas, Gênesis em sua cosmologia, é o princípio tambem da manifestação da Graça Redentora em Cristo (Gn. 3:15 e 21). Deus é Justo e Bondoso. O casal, Adão-Eva, veio obedecer a Satanás e virar às costas para Deus, na tentativa de “eliminar” o Senhor de suas vidas e experimentar uma nova existência independente de Deus. Contudo, foi poupado, ao receber o castigo e ao mesmo tempo, a preservação sendo expulso do jardim (vs.23). A possibilidade de pecar não constava da necessidade. Em sua Carta aos Efésios, Paulo faz uma oportuna advertência, quanto a prudência no andar e viver (Ef.5:15,16). De fato, temos vivido dias pra lá de difíceis, que vai da pandemia, caos social, corrupção, fanatismo político-religioso, escândalos,  uma geração gospel fracassada, que distorce a verdade, divide as igrejas, divide as familias e diviniza falsos profetas. A todo instatante somos confrontados com situações que exigem de nós uma postura firme e determinada, segundo os parâmetros estabelecidos na Palavra de Deus.O profeta Isaías, chegou a andar seminu por três anos, para trazer Israel à lucidez no contexto político-religioso-social. Buscar refúgio no Egito e não confiar no Senhor seria trágico (Is.20:2-3)). A relação de Israel com Deus era de fachada e espiritualidade aparente.Paulo traça a ética cristã em Col. 3:10, sobre o “velho” e o “novo” homem com os seus feitos.  O cristão está ressuscitado com Cristo.“Fazei, pois, morrer a vossa natureza terrena: prostituição, impureza, paixão lascívia, desejo malígno, e a avareza, que é idolatria (Cl. 3:5). “Despojai-vos…” (Cl.3:8). “Revestistes do novo homem” (Cl.3:10). Santos e amados,  bondade, humildade, mansidão e perdoai-vos (Cl.3:10-17). Vista-se de  “linho fino” dos atos de justiça (Ap.19:8). Rev. Mario