DEIXANDO PASSAR O PASSADO!

Nº 003 – BOLETIM DOMINICAL- 22 DE FEVEREIRO DE 2015

DEIXANDO PASSAR O PASSADO! Fip. 3: 1-14

Quem dirige olhando só pelo retrovisor, a tragédia será inevitável. É preciso olhar para frente e de preferência com farol de milha. É preciso saber tambem para onde vai para tomar as decisões na condução consciente. Até porque quem não sabe para onde vai, não chegará a lugar nenhum. A vida cristã requer um examinar de consciência permanente. O filósofo Aristóteles afirmava: “Uma vida sem o examinar a si próprio não merece ser vivida”. Esta reflexão  pessoal e fundamental é requerida à vida espiritual quanto à instrução da Eucaristia: Examine-se, pois, o homem a si mesmo, e assim coma do pão e beba do cálice,” (I Co. 11:28). O Apóstolo Paulo, sabiamente deixou registrada na carta ao Filipenses sua orientação: “…esquecendo-me das coisas que para trás ficam…”. Assim tambem deve ser o nosso viver, deixando para trás o que é passado e olhando para frente para o que ainda está por vir, tendo a fé,  amor e esperança  firmados no Senhor. Vivemos em um mundo de constante  inovações, novidades e lançamentos. O que foi ultra moderno, amanhã já pode estar absoleto, tamanha é a velocidade com que as inovações acontecem. Todavia, dentro desta frenética engenhoca de novidades que o capitalismo impõe ao mundo, notamos que muitos dos seres humanos vivem presos a coisas do passado, mesmo vivendo num contexto social onde é latente o apelo a se desprender do que é velho, arcaico e inutil para o presente. Arremata o bordão da TV:  “DESAPEGUE!”. O apóstolo fala sobre sua experiência cristã referindo ao judaismo ainda como Saulo da Tarso. Paulo passara por sucessos e fracassos, por alegrias e desapontamentos, por tristezas e consolos; mas agora, tudo isso era passado. Na qualidade de fundista cristão ele não olhava para trás:“…prossigo para o alvo pelo prêmio…”(vs.14). Indica a meta em que os corredores procuram atingir – ponto de chegada. Este prêmio consiste daquilo que um homem ganha, ao vencer  a corrida: a vida etrna, a salvação (Heb. 2:3). A mensagem capital é: A perfeição da vida cristã; a ressurreição dos justos; a vida eterna. Que no presente, o seu “passado”, não comprometa o seu futuro. “Quero trazer a memória o que me pode dar esperança” (Lam. 3:21).              Rev. Mario Ramos