AS CRIANÇAS E OS DOENTES MENTAIS SÃO SALVOS ?

Nº 20 – BOLETIM DOMINICAL- 14 DE JUNHO DE 2015

AS CRIANÇAS E OS DOENTES MENTAIS SÃO SALVOS ? – Mc.10:13-16

Vamos receber novos membros à família da fé. É uma grande bênção ver pessoas salvas, confesando a sua fá a Jesus Cristo como seu Salvador e Senhor. Falamos sobre o significado e a forma do batismo cristão no Domingo passado. Hoje, por extensão do tema anterior, vamos refletir sobre um assunto delicado. É preciso vê-lo com os olhos da alma e entendê-lo com a “mente de Cristo”. É facil crer e admitir a salvação das crianças e dos mentalmente incapazes, à luz da graça e da misericórdia de Deus em Cristo. A salvação é um ato unilateral e exlusivo de Deus. Resulta da divina e não dos merecimentos humanos. Somos justificados diante de Deus pelo que Cristo já fez por nós. Ele nos substituiu naquela cruz. Nós é que merecíamos estar ali, não Ele. Jesus tomou o nosso lugar. O nosso castigo caiu sobre Ele. Sendo que o salário do pecado é a morte, Ele morreu por nós: “ O castigo que nos traz a paz, estava sobre ele”. No ato da justificação, os méritos de Cristo nos são atribuidos e transferidos – por isso, somos salvos pela graça, mediante a fé. Diante do fato de que a salvação é pela graça, mas o pecador precisa aceitar, pela fé, a oferta de Deus, surgem as indagações: Como são salvas as crianças que ainda não podem discernir entre o bem e o mal? Como podem ser salvos os mentalmente incapazes que não sabem expressar a sua fé? O que nos diz a Bíblia a respeito? 1 – O Louvor das crianças é perfeito – Sl. 8:24.  A cena é a seguinte: Jesus está no templo curando e ensinando; um grupo de crianças começa a exclamar: “ Hosana ao Filho de Davi…” provavelmente como eco da entrada triunfal de Jesus em Jerusalém. Neste contexto, o Filho de Deus cita Davi: Mat. 21:16, referinndo-se ao Salmo 6:2, em reposta à maliciosa insinuação dos principais sacerdotes, escribas e fariseus; 2 – Para Jesus as crianças têm direito ao reino de Deus e são paradígmas para os adultos – Mat. 18:3-4; Mc. 10: 15; Lc. 18:16. Jesus aceitou as crianças, repreendeu os adultos que as quisessem impedir e disse-lhe: “ Se não vos converterdes e não nos tornardes como crianças de modo algum entrareis no reino dos céus” (Mt. 18: 3-4); 3 – Na Sião futura haverá um caminho santo, e os mentalmente incapazes, andarão por ele, não o errarão – Isaías 35:8. Cremos, ensinandos e aceitamos as crianças e os mentalmente incapazes à igreja, por serem considerados como alcançados pela misericórdia de Deus. As crianças que morrem na infância e os mentalmente incapazes de serem extremamente chamados ao arrependimento e à fé em Cristo pela pregação são regenerados e salvos pelo Senhor Jesus Cristo. Rev. Mario Ramos

 

 

 

Rev. Mario Ramos