ANTES DA ÚLTIMA BATALHA

Nº 194 –  BOLETIM DOMINICAL – 12 DE MAIO DE 2019

ANTES DA ÚLTIMA BATALHA – Apoc. 6:9-17; Jl. 3:14

“Bem-aventurados aqueles que lêem,…ouvem as palavras da profecia e guardam…o tempo está próximo”.(Ap.1:3). É tempo de decisão, de renovação mental, fé, amor e esperança. Multidões, multidões no vale da decisão! Porque o dia do Senhor, está perto no vale da decisão. (Joel 3:14). Ao se falar em “tempo do fim e do fim dos tempos” está se lidando com as cenas deflagradas dos sete selos. Vimos na seção anterior,  a Cavalaria Infernal. Cada cavalo antecede um ao outro e na sequência dos eventos determinados pelas 70 semanas (setênio – 7 anos cada semana), de Daniel. Até mesmo no ardor de Sua ira, Deus se lembra da misericórdia (Lam. 3:22,23). É tempo de decisão! É tempo de Redenção em três tempos na divisão das semanas. (Dn. 9:25): 1) A Saída da Ordem: Restauração e reedificação de Jerusalém – sete semanas=49 anos; 2) Até o Advento do Ungido-Crucifcação – 62 semanas=434 anos. Foram concluídas as 69 semanas (Dn. 9:26). Na cruz, interrompeu-se as semanas. A incredulidade dos Judeus e o advento da Igreja de Jesus – O tempo da Graça ( Rm. 11:25-28); 3) O Fim da Era – Será a última semana, após a 2ª Volta de Cristo. UMA semana-setênio, dividida na metade, 3,5 cada (Dn.9:27). Nessa metade a manifestação do Anti-Cristo (2 Ts. 2:1-12). Os três anos e meio de tribulação para Judeus. Os servos martirizados por amor a Jesus já clamam debaixo do altar em segurança (Apoc.6:9-17).  Noutra metade da semana é desmacarado o Anti-Cristo. Ele quebra o pacto provisório com os Judeus e os perseguem sem piedade (Dn.9:27; 12:1-13). Cristo nesta última metade, destruirá a Satanás e reinará triunfante. Será a bem-aventurança para os Judeus e a igreja gentílica, com o interlúdio no Céu e os remidos reunidos com o Senhor (Apoc.7:1-17;14:1-5;19:1-16; 21:1-27 e 22:1-21). Fica ao bom gosto do irmão (ã) a interpretação destas profecias, do que João viu passar no Céu, as quais, desenrolam na terra. As teorias: a-milenismo, pos-milenismo e pré-milenismo é a forma diferente de percepção da mesma concepção. A consumação de nossa Era, dar-se-á, a nível de comoção universal. Será tempo de terror e de grande aflição consoante aos selos, as trombetas e as Taças até Cap. 18.  À 7ª taça a destruição será global (Apoc.16:17). A Babilônia religiosa e comercial (Ap.13,17,18), requer uma visão  com o olhar da sociologia da religião e pressupostos: sócio-religioso/político/econômico.      Rev. Mario