AMOR E TRAIÇÃO

Nº 302 – BOLETIM DOMINICAL- 07 DE DEZEMBRO DE 2014

AMOR E TRAIÇÃO – João 13:21-38

O binômio acima, bem poderia ser manchete de uma importante revista. Poderia ser manchete tambem de algum jornal na página criminal. As leis da ATRAÇÃO, como: o amor, o ódio, a lealdade, a traição, o desejo, o ciúme foram moldados no passado ancestral da humanidade e seus padrões sempre se repetem. A Bíblia é fonte de revelação da existência de Deus e Sua relação soberana, providencial e salvadora na história de toda a criação. O Deus encarnado na pessoa Jesus Cristo, “humilhou-Se a Si mesmo em forma humana” – Verdadeiro Deus e Verdadeiro homem “Homoousis”, para vivenciar em termos absolutos a realidade humana e esta a divina. Jesus amou aos seus discípulos. Amou a Judas, o traidor: lavou os pés dele, angustiou-se por ele, deu-lhe, com as próprias mãos, um pedaço de pão molhado em vinho, e depois, despediu-o sutilmente, poupando-o do ódio de seus companheiros. Por causa do amor com que Jesus o amou, o crime de Judas tornou-se ainda mais odioso. Ficando só com os seus dicípulos fiéis, Jesus os chama de “filinhos” (v.33), e passa a falar-lhes  do tema central da sua vida e ensino: o amor. Pedro quis dizer ao Mestre que já aprendera esta lição sobre o amor, afirmando: “por ti darei a própria vida” (v.37). Jesus não permite que Pedro se iluda, advertindo-o de que antes do amanhecer, o negaria três vezes (v.38). Ficou a lição: quão débil é a nossa capacidade de amar! Judas traiu a Jesus premeditadamente. Ele foi um ator o tempo todo. Ninguém desconfiava dele, exceto Jesus. Quando o Iscariotes saiu do Cenáculo para consumar a traição, o evangelista registrou: “Era noite”. (v.30). A escuridão noturna facilitava os movimentos suspeitos do traidor. Obras más são praticadas às escuras (Jo.3:19). Era noite no sentido espiritual. Jesus é a luz do mundo (Jo.8:12). Ao afastar-se de Jesus, o Iscariotes mergulhou em densas trevas. Judas, escolheu abraçar o espinheiro e abandonou a macieira, a oliveira e a figueira. Só há duas alternativas espirituais: a luz de Cristo ou as trevas do pecado e da morte. Em qual destes dois caminhos voce está andando? Todos estamos sujeitos à queda. Portanto, precisamos alimentar a nossa comunhão com o Senhor constantemente: Use a Palavra e ore. Seja leal sempre!     Rev. Mario

 

 

Rev. Mario Ramos