A SOBERANIA DE DEUS NA CRIAÇÃO

Nº 75 – BOLETIM DOMINICAL- 16 DE OUTUBRO DE 2016

A SOBERANIA DE DEUS NA CRIAÇÃO – Salmos 139:1-16

Deus criou, governo, sustenta e espera que a sua criação O louve, adore e glorifique. Fomos criados para o louvor da Sua glória. Este Deus tem rosto, tem nome e sobre nome e tem soberania. Ele é o Alfa e ômega; o princípio e o fim; o primeiro e o último. O nosso Deus não é aquele dos mistérios, das religiões e das filosofias. O nosso Deus é um Deus vivo, santo e verdadeiro. Ele se importa com você. Ele tudo faz por você e não você por ele, como no caso de deuses pagãos. Deus não o criou para sofrer. Voce tem direito de viver e ser feliz, ao menos tentar esta felicidade. Para nós o padroeiro do Brasil e dos mundos visíveis e invisíveis é o Senhor Jesus Cristo. O conceito de soberania de Deus constitui-se na espinha dorsal da nossa fé apostólica e reformada. Deus é onipotente, onipresente e onisciente e ainda assim Ele se importa com você e comigo. Nada passa despercebido ao Senhor. Ele sabe. Ele sonda. Ele pode tudo e tudo pode. “Ele falou e tudo se fez; ordenou e tudo passou a existir” (Sl. 33:9). Como Deus soberano Ele sonda. Ele conhece o seu caminhar, o seu assentar e o seu levantar; de longe penetra o seu pensamento. Deus não se deixar enganar. Ele sonda corações e pesa os espíritos. É um conforto saber que o nosso Deus sabe todas as coisas e conhece os segredos do coração. O salmista conta e canta a soberania em seu viver. Deus está lá porque está dentro de nós pelo seu Espírito Santo. Ele nos cerca por trás e por diante. Ele põe sobre nós a sua mão (Sl. 139:5). O nosso Deus ordena as circunstâncias, arruma a casa ou nos mostra o que fazer, pela sua Palavra e pelo seu Espírito que em nós habita. Por outro lado, incomoda muito, dói e envergonha imaginar que Deus viu tudo, e sabe de tudo. Quando fazemos o tal corpo mole para com Ele e o seu chamado em nossa vida. Preterimos a Deus. Bem pior, quando em nome de Deus, o homem por ingratidão, elege outros deuses, que nada podem fazer pelos seus súditos. A idolatria, como se vive no Brasil, é um mal terrível que assola não apenas o nosso País, como um todo, mas também, a vida pessoal do idólatra. A idolatria é o pecado capital em todo o transcurso da Bíblia. Por sua soberania Deus poderia fazer com que a criatura o servisse com exclusividade. Para isto enviou o Seu Filho Jesus Cristo ao mundo (Jo.3:16). É pela fé em Cristo! Rev. Mario Ramos