A PÁSCOA DO SENHOR:  MORTE E VIDA! ( I )

Nº 235 –  BOLETIM DOMINICAL – 29 DE MARÇO DE 2020

A PÁSCOA DO SENHOR:  MORTE E VIDA! ( I ) – Êxodo 12: 1 – 24

JAVÉ assim ordenou o povo: “nenhum de vós saia a porta da sua casa” (Êxod.12:22). O mundo inteiro em via crucis em dias Quaresmal em quarentena plena. Não pense em conscidência e sim, em providência em curso em nome da Soberania divina. O Coronavírus, interpôs sem apelação (não há Vacina) à racionalidade desvairada da globalização (economia-mundial) e dos globalizantes (Poder político). Fique em casa! Permanecei juntos! Obedecei as minhas ordens! Diz Javé, o Senhor de toda a terra e o Juíz de todos (Sl 75: 7-10). Tal como nos dias do Egito, o  desenrolar dos eventos mostrará ao vivo e a cores o “confronto” do Deus Eterno e Juíz em juízo contra todos os deuses deste reino. O confronto da superestrutura – Javé”, contra a subestrutura – deuses (Êxod.12:12); o confronto “anfictiônico” Moisés/Arão e “faraós-egípcios” – é o poder econõnico-político-religioso hoje, aqui personificados (Êxod. 9:13-17; 12:13); o confronto do Poder divino contra a “ciências ocultas” – a magia dos magos presentes na 1ª, 2ª e 3ª pragas; (Êxod. 7:14 -8:1-19); e por fim; de modo cabal, o confronto da vida com a morte o Cordeiro Pascal contra o anjo da morte (Êxod. 11:4-7). A Páscoa do Senhor é Instituida como fundamento da “Distinção” (Êxod. 12: 1- 29). “distinção entre os egípcios opressores e os israelitas” (12:.7). Distinção entre Deus e os deuses–ídolos (Êxod. 9:16); distinção entre a justiça social e todos as formas de exploração e opressão (Êxd.5:5-8); distinção entra a vida e a morte (Êxod.12:7-14). A lua de mel entre José do Egito e Faraó acabou após a sua morte. Faraó traiu a Aliança feita com José, o povo e o fez escravo (Gen.41:39-43). Foi-se o tempo das vacas gordas por falta de seu grande líder e visionário da época. O episódio das pragas lançadas contra a terra do Egito é uma manifestação clara da justa e santa ira divina contra uma nação injusta, exploradora e pecadora. Mas tambem, é uma demonstração de poder e graça sobre os povos. Destarte, fique claro, que Javé, o Senhor Jesus, é o Soberano das nações. Um só mundo, um só governo sob a Soberania de Deus (Sl. 33:12-14). Deus é soberano sobre os falsos deuses. Deus é soberano sobre a natureza. Deus é soberano sobre as vidas humanas. A Deus compete a contenção da Covid 19, no planeta, por Sua intervenção divina ao dotar de Dons os cientistas, prova inequívoca, de que a compreensão científica não anula a visão religiosa. Aliás, Moisés foi educado na ciência (At.7:22) O mundo cético a partir deste vírus será outro? Continuarão os “modernos faraós”? Creia que o Cristo Ressurreto está no Seu trono e no controle! Rv. Mario