A MORDOMIA DOS BENS DO REINO DE DEUS

Nº 80 – BOLETIM DOMINICAL- 20 DE NOVEMBRO DE  2016

A MORDOMIA DOS BENS DO REINO DE DEUS – Mt. 6:19-34

“Mordomia” é uma palavra que precisa ser resgatada. Ele tem sido usada de forma pejorativa. Quer nas lamentáveis “mordomias” no setor público e privado. Mas no setor público. Porém, esta palavra mordomia é bíblica. O seu significado é simples e prático: Só o Senhor é o DONO de todas as coisas (Sl.24:1), e nós somos os mordomos, os administradores dos bens que Deus nos dá e prestaremos conta de tudo que nos foi confiado seja de pessoas ou de coisas. Dentro da visão holistico, global, integral da missão da igreja, que é: Pregar o Evangelho do Reino; ensinar os valores do Reino; e curar toda sorte de doenças, enfermidades, males e distorções do pecado – neste contexto, e dimenssão pessoal, quer seja social, econômica, ambiental e política, que se insere a ação sócio-espiritual da igreja. É uma responsabilidade da Igreja de Jesus Cristo, como a semente do Reino de Deus.  É exatamente na dimensão deste Bendito Reino que Deus nos confia bens para nós adminstrarmos. Deus nos dá saúde, talentos, amigos, família, bens e tudo mais…Tudo vem de ti, e das tuas mãos to damos ( I Cron. 29:11-14). Riquezas e glórias; o ouro e a prata; os recursos naturais e a força para o trabalho tudo vem de Deus. É possível existir riqueza sem o empobrecimento dos outros; através da produção, do uso inteligente da força do trabalho, da aplicação racional do capital, somados ao aproveitamento equilibrado dos recursos naturais. Não é pecado ser rico. Não é vergonhoso ser pobre. O propósito de Deus aos seus filhos, os mordomos, é o mesmo a todos: “ buscai pois o seu reino e a sua justiça, as demais coisas vos serão acrescentadas (v.33). Os filhos do Reino não admitem enriquecimento ilicito. Dinheiro fácil é um perigo! Ele é Amigo do capital vadio e adorador de mamom. Os filhos de Deus, os mordomos do Reino, querem ver a prosperidade como fruto do trabalho árduo, das bênçãos de Deus, de uma mentalidade de poupança e de investimentos inteligentes e criativos. Como exemplo acima, a nossa igreja, o esforço, a aplicação e a oração nos veio a prosperidade, nossa Sede. Por tudo devemos louvar a Deus com ações de Graças. No próximo domingo à noite culto de gratidão!     Rev. Mario