A IGREJA E AS IGREJAS

BOLETIM DOMINICAL – 25 DE MARÇO DE 2012

A IGREJA E AS IGREJAS – Mat. 28:16-20

Quando falamos sobre a igreja, estamos falando sobre a missão evangelidora da igreja. O Templo no A. e N. testamentos, representa uma estrutura institucional, que determina os destinos políticos, econômicos, sociais e religiosos do povo Judeu. A igreja de Jesus Cristo, cuja expressão aparece no N. Tº. por 115 vezes, “Eclesia”, indicando sempre “Assembléia”, “Congregação”- reunião dos que foram chamados para “fora” ou “separados” tem como seu fundador, fundamento e o Cabeça, o Próprio Cristo. Por isso, esta igreja, possui marcas e características bem distintas da Igreja Cristã Primitiva. São as doutrinas apostólicas e o sistema de governo fundamentado nos Presbíteros – Colégio Presbiterial (At. 15) e com a participação dos Diáconos (At.6:1-7). O texto nos chama a atenção para o fato de que Judas já estava morto (Mat.28:16). O que significa dizer que este ex-discípulo do Senhor não participou do estabelecimento da Igreja. Judas, teve a sua chance de arrempendimento e a desperdiçou. Ele não compreendeu e não reteve a doutrina da morte, ressurreição e ascenção de Jesus e jamais pode conhecer o Reino espiritural que Cristo vinha estabelecer. O triste cenário, mostra comparativamente, que “as igrejas”, inclusive aquelas que tenham desprezado o próprio nome “IGREJA” por outros Jargões pós-modernidade, tambem não conhecem o sentido real do Reino de Deus, enquanto igreja – corpo de Cristo. Apenas, a Igreja de Cristo, tem verdadeiramente, as credenciais para a difusão de Seu Reino. TODA A AUTORIDADE – PODER (Mat.28:18). O Poder é Cristo! O Poder é o Evangelho, e não aquilo que as igrejas ensinam e seus líderes arrogam e reputam para si mesmos, como sendo algo próprio, sujeito ao profeta e manipulável. Isso é um absurdo! Uma heresia! Uma blasfêmia! Leia Romanos 1:4, onde se diz que Cristo é Filho de Deus em poder e que este poder veio como autoridade plena sobre a Sua igreja. Paulo diz não se envergonhar do Evangelho porque é o poder de Deus para a salvação de todo aquele que crê. (Rm.1:16). IDE PORTANTO, ENSINAI (Mat 28:19) A palavra “ensinar” é fazer discípulos para Cristo e nunca para outrem ou organização. É dar qualidade a um discípulos que aprende sobre Jesus Cristo. Batizando as pessoas que aceitarem Cristo como Salvador e Senhor. Instruindo no sentido de “educar” e dá “qualidade” do ensino próprio a crentes. Guardar todas as coisas em obediência. Isto significa dizer que a fé cristã é uma fé-obediência. E que esta fé autêntica, biblica e genuina é produzida mediante o conhecimento da Palavra, da instrução recebida e da obediência incondiciuonal ao Seu Salvador e Senhor. Rev. Mario Ramos