A IGREJA E A CURA INTEGRAL

BOLETIM DOMINICAL – 22 DE ABRIL DE 2012

A IGREJA E A CURA INTEGRAL – Jõao 5: 1-16

A igreja foi reconhecida pelos nossos pais reformadores como sendo a nossa mãe. Neste sentido , a igreja tem a faculdade de alimentar, cuidar e desenvolver as potenciliadades dos filhos de Deus. Embora sabemos que quem gera filhos para Deus, é o Deus Espírito Santos e não a igreja. Mas é dentro da igreja e não fora dela, que decorrem às bênçãos de nosso Pai celestial. Portanto, a Igreja tem a autoridade para ministrar a cura integral. É bom deixar claro logo de início, que a cura integral, de que trataremos é prova evidente de que “curanderismo, exorcismo e charlatanismo” não teve parte no ministério de Cristo, dos Apóstolos e da igreja de Cristã Primitiva. Por que teria hoje? Jesus tem e sempre terá o mesmo poder para curar, libertar e salvar completamente. A nossa Igreja Presbiteriana Kadosh, reserva para si, nos seus membros, provas insofismáveis desta operação milagrosa de Deus. Portanto, testemunho de fé, de amor e de poder de Deus não nos faltam. Não nos faltam tambem a fé em Jesus, confiança em Deus e ousadia para tomarmos posse das promessas divinas. A igreja autêntica de Jesus ministra em Seu nome a Cura Integral – corpo, alma e espírito. Cremos, todavia, que a própria ciência é um instrumento dadivoso que Deus usa, conforme os seus planos, na vida de cada pessoa. Tais recursos humanos e naturais jamais invalidarão o sobrenatural. Se a ciência, a medicina e a teconologia fornecem o bom tratamento, porém, a cura, a restauração e a vida somente Deus tem para agraciar aqueles que se abrem de coração e alma para Jesus Cristo. Isto aconteceu quando Jesus visitou o Tanque de Betesda. Estava lá um homem enfermo e sem solução para a medicina e qualquer que fosse o tratamento humano/religioso da época. Mas Jesus, compadeceu daquele homem sem esperança. Neste Tanque, teve Jesus ocasião de ministrar mais do que consolo e otimismo. Ali Cristo pode revelar-Se o Messias, através do amor divino que ofereceu ao enfermo: a sua cura integral. Este homem se viu totalmente curado e livre a maldição de seu flagelo espiritual. Jesus o transformou num novo homem – e numa vida nova! A cura do corpo vale pouco se não for acompanhada da cura da alma. É tirar a dor sem remover a causa da dor. Jesus costumava fazer os seus milagres de saúde combinando a cura da alma com a do corpo. Jesus cura ainda hoje os enfermos da alma, não simplesmente pelo que faz para eles e sim, pelo que faz nos seus corações. Nisto está a diferença entre o que a religião propõe e o convite doce Salvador Amado. Somente a Igreja de Cristo, pode habilitar enfermos a levantar, andar e retomar de verdade a sua vida” (Jo.5:24). Abra o seu coração para Jesus! Rev. Mario