A FAMÍLIA MODERNA – II

Nº 136 –  PASTORAL – 25 DE FEVEREIRO DE 2018

A FAMÍLIA MODERNA – II //  Miquéias 7:1-7

O que diz a presente era, da atual crise por que passa o mundo sobre a família hoje e o seu futuro? Como se encontra a família, a igreja e a sociedade? Tem-se observado, com justeza, que, quando a inteligência se acha reduzida ao entendimento, quando é nivelada, privada de toda a profundidade, ela se torna para o homem uma causa de opressão. Qual é o FATO que virou manchete e que viralizou nas redes sociais nos três  últimos anos? A CORRUPÇÃO, voce diria. Estamos falando de uma corrupção generalizada que atinge em cheio a família, a igreja e a sociedade como um todo. Disse um Ministro do STF, Roberto Barroso:   “ O Brasil perdeu-se no seu rumo…” Eu diria que a nossa existência política, intelectual, moral e espiritual está mutilada. Ou seja, é imposto à família brasileira, um verdadeiro cativeiro babilônico. Longe de todo o lugar espitual. Donde a revolta, a indignação, a intolerância, o ódio, o medo, o desemprego, a imoralidade, a insegurança jurídica, o desânimo com as autoridades e o obscuratismo religioso subjaz a decadência moral e espiritual de um povo – toda a nação. Falta a inteligência e sobra a ignorância. O Profeta Miquéias em seus dias ficou perplexo e previu um futuro sombrio ao seu povo. Miquéias foi corajoso e não se conteve diante dos desafios a sua inteligência e missão. Miquéias reage às forças ocultas e internacionais contra os camponeses e moradores das vilas em tormento frequente e da miséria por causa da exploração pelos ricos (2:1-13); E de opressão pelos governadores corruptos (3:1-4); Os falsos profetas (3:5-8). Desta forma, a exemplo do Profeta Isaías, tambem,  Miquéias e Amós, se constituíram em arautos de Deus quanto a reforma moral, social e espiritual. A justiça social, no clamor dos profetas, era a resposta esperada por Javé, como parte da obediência, fidelidade e espiritualidade genuina (6:8). Miquéias lamenta a pecaminosidade do povo e diz ser universal (7:1); Irrestrita (vv.2,3); Envolve os líderes (v.3); e se demonstra de maneira pervertidas (v.4); e desnaturais (vv.5,6). Deus entretanto é misericordioso e nEle há esperança para a família, a igreja e a sociedade (v.7). Jesus é a solução da família moderrna!   Rev. Mario