A CRIAÇÃO EMANADA DE DEUS VOLTA A ELE

Nº 005 – BOLETIM DOMINICAL- 08 DE MARÇO DE 2015

A CRIAÇÃO EMANADA DE DEUS VOLTA A ELE- Ef. 1:1-14

Vimos no Domingo passado, que Deus tem um plano para a Sua Igreja. Conhecemos na oportunidade alguns aspéctos sobre a cidade de Éfesos. Esta Carta aos Efésios é conhecida como sendo a Carta das prisões, porque o Apóstolo Paulo estava preso em Roma, por amor, fé e lealdade a Cristo (Ef.3:13). Sabemos da profunda riqueza desta epístola. Numa visão panorâmica vamos aprender que a criação emanada de Deus e redimida por Jesus Cristo volta a sua fonte (1:3-7). A ciência moderna insiste em nos apresentar um mundo criado há bilhões de anos. A era glacial, está dividida em Paleolítico (período da pedra lascada – do gelo) e Neolítico (período da pedra lisa). Este  período neolítico se deu há 10.000  anos a.C. com a criação das espécieis com as quais convivemos hoje. E há estudos atuais que afirmam que estamos entrando numa nova era – a Nova Ordem ( Efeito estufa, crise hídrica, degelo, temperaturas e mares em elevação, cheias, mudanças de clima, seca, enfim, até a crise do capitalismo. O nosso planeta está saturado. O sentimento que nos passa é de data de validade vencida. Isto vai explicar de certa forma, que de fato, estamos indo de encontro a Consumação de todas as coisas. É o princípio dos fins dos tempos. O que importa-nos em tudo isso é que o apóstolo Paulo escreve aos efesianos, dando conta de que Deus o Criador, o Logos, criou todas as coisas e abençou e que a criação está em processo de redenção em Jesus Cristo seu Filho (vs. 3,4). E que os efeitos desta redenção atinge os Seus eleitos quer como nação, Israel, quer como ao indivíduo que aceita e confessa a Jesus Cristo como seu único e suficiente Senhor e Salvador (vs.3-7). Tambem redimida do cativeiro será toda a criação no plano geral ( a natureza, a cultura, povos, tribos, nações, e universo) este é o ministério da vida esperançosa (Rm. 8:18-25). “…de fazer convergir nele…todas as coisas…” (Ef.1:10).Todas as coisas encontram sua existência, propósito e significação em Cristo Jesus. Nisso, por sua vez, mostra a sua significação cósmica, e não meramente terrenas. Cristo é o ponto culminante ou o centro em torno de quem todas as coisas têm sua existência e sentido. É tempo de arrependimento, perdão e redenção. É tempo de Consumação! Rev Mario