500 ANOS DE REFORMA RELIGIOSA

Nº 122  BOLETIM DOMINICAL- 22 DE OUTUBRO DE 2017

500 ANOS DE REFORMA RELIGIOSA -O QUE FOI? IV-2ª Tm.3:10-17

A Reforma estava Deflagrada: A Supremacia da Bíblia sobre a Tradição, a supremacia da fé sobre as obras e a supremacia do povo cristão sobre um Sacerdócio exclusivo. Estes princípios se tornaram o verdadeiro combustível para que a pregação reformada incendiasse o continente. Contudo, não bastava ainda. Era preciso a Consolidação da Reforma. Agora, o nome da vez chamava-se João Calvino. Deus levantou ao seu tempo, aqueles que mais contribuíram na esfera de Seu Reino Bendito, os maiores teólogos de todos os tempos: Apóstolo Paulo, Aurélio Agostinho e João Calvino. Um dos mais notáveis reformadores, o francês, Calvino (1509-1564). Era Calvino da idade de oito anos, quando Lutero afixou as 95 teses. Calvino foi um jovem de rara inteligência. Ele aderiu a Reforma aos 23 anos de idade. Era João  Calvino de formação humanista e influenciado pelos ideais renascentistas, estudou Direito e Teologia. Foi destacado como o príncipe dos teólogos, educador e escritor.  Calvino foi o reformador de Genebra, ali, tronou-se o centro de suas ações reformistas. Calvino foi o principal sistematizador do pensamento reformado, dando profundidade à teologia reformada. A influência de Calvino não se limitou ao campo religioso, mas estendeu-se também à política, à economia, às artes e à cultura. Todas as chamadas Igrejas Reformadas ou Presbiterianas são calvinistas. Através de suas obras, especialmente Instituição da Religião Cristã, exerceu poderosa influência na consolidação da Reforma. O Luteranismo é a tradição teológica e eclesiástica baseada nos ensinos de Martinho Lutero. O Zwinglianismo – Ulrico Zwinglio (1484-1531), doutor em teologia, de formação humanista, é o pai da tradição reformada. Foi o grande reformador da Suíça a partir de Zurique. O Anglicanismo – Esse é o nome dado ao protestantismo que triunfou na Inglaterra. O rompimento do rei Henrique VIII com o papa de Roma no plano político deu a este o primado da Igreja Anglicana. Porém, o pensamento teológico é calvinista. Os cristãos foram apelidados de Puritanos. O Anabatista– Este movimento foi o mais radical da Reforma. A cizânia foi também com os reformadores sobre o ré-batismo e o batismo infantil. O nome importante é o de Menno Simmons (menonitas). O anabatista primitivo vem de Montano em 165 d.C., com a inovação do batismo por imersão. Segue. Rev. Mario